Case Study
SeaRubbish2Cap

Recuperação e transformação de resíduos do fundo do oceano

O projeto SeaRubbish2Cap tem como objetivo a recuperação de lixo plástico recuperado do fundo do oceano e na criação de sistema de economia circular em circuito fechado que permita a reutilização deste desperdício em novos produtos e, por essa via, gerar um impacto ambiental positivo e económico a todos os stakeholders do setor marinho-marítimo.

Este incentivo irá surgir através da criação de um novo mercado onde os agentes locais da pesca podem operar e vender o desperdício plástico marinho à industria ou outras partes interessadas. As atividades de investigação e desenvolvimento irão incidir nos processos para a limpeza e recuperação dos materiais e na sua transformação em materiais com formato comercial (grânulos) e no desenvolvimento de uma aplicação para smartphone que permitirá criar o registo e geolocalização das artes de pescas perdidas.

O SeaRubbish2Cap irá remover 5 toneladas de lixo plástico da costa de Peniche e demonstrar a transformação em 2,5 toneladas de produtos de valor acrescentado para o setor dos plásticos.

O consórcio, constituído por 3 empresas nacionais (Neutroplast, JustDive e Bitcliq) e pelo PIEP como representante do sistema científico e tecnológico nacional, irá gerar novo conhecimento em regime de open access por forma a potenciar a disseminação e replicação dos modelos de negócio criados em território nacional e pelos países doadores EEA Grants (Noruega, a Islândia e o Liechtenstein).

Projeto financiado pela Islândia, Liechtenstein e Noruega, através do Programa Crescimento Azul dos EEA Grants. Através do Acordo sobre o Espaço Económico Europeu (EEE), a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega são parceiros no mercado interno com os Estados-Membros da União Europeia.

Como forma de promover um contínuo e equilibrado reforço das relações económicas e comerciais, as partes do Acordo do EEE estabeleceram um Mecanismo Financeiro plurianual, conhecido como EEA Grants.
Os EEA Grants têm como objetivos reduzir as disparidades sociais e económicas na Europa e reforçar as relações bilaterais entre estes três países e os países beneficiários.

Para o período 2014-2021, foi acordada uma contribuição total de 2,8 mil milhões de euros para 15 países beneficiários. Portugal beneficiará de uma verba de 102,7 milhões de euros.

Saiba mais em eeagrants.gov.pt

Este site pode utilizar Cookies para manter informação do visitante, permitindo determinar as suas preferências, auxiliar no preenchimento de formulários, permitir o acesso a áreas privadas do website onde seja necessária autenticação, bem como recolher indicadores de performance, origem e horário dos acessos ao website.
aceito