O PIEP

O Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros (PIEP) é uma associação de direito privado sem fins lucrativos, de matriz tecnológica e científica, com um modelo de gestão empresarial.

Constituído em 13 de dezembro de 2000 por iniciativa da indústria e em estreita colaboração com o Departamento de Engenharia de Polímeros da Universidade do Minho (DEP-UM) e com o Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI), o PIEP pretende dar uma resposta de excelência na entrega de produtos e serviços em tempo oportuno, orientada às necessidades de I&D+i das empresas do sector dos plásticos e afins, através de atividades de inovação, transferência de tecnologia, consultoria técnico-científica e prestação de serviços.

De uma forma geral, o PIEP atua ao nível da prestação de serviços de testes e ensaios e diagnósticos de falha, do desenvolvimento de novos materiais e produtos, das tecnologias de processamento e ferramentas produtivas, tendo por base a promoção dos princípios do desenvolvimento sustentável (Economia Circular e Ambiente).

O PIEP pretende também contribuir na vertente da formação, apoiando o desenvolvimento de recursos humanos com capacidade e experiência em inovação industrial na área da engenharia de polímeros.

História

2000

O PIEP é criado por iniciativa industrial, em colaboração com a Universidade do Minho e o Governo Nacional, representado pelo IAPMEI.

2001

O PIEP inicia a sua atividade em Abril.

2003

Projeto de Infra-estuturas, com concessão de incentivo financeiro ao projeto PIEP, enquanto infra-estrutura tecnológica dedicada à inovação industrial e desenvolvimento tecnológico para o sector do plástico.

Primeiro projeto internacional: MRI, inserido no INTERREG III – A Cooperação transfronteiriça Portugal – Espanha.

2004

Participação em consórcio para desenvolvimento de projeto de referência “Pluma”.

2005

Prémio “Spirit of Conquest” do JEC Innovations Composite Awards Programme.

2007

Primeiro projeto ESA (Agência Espacial Europeia) com participação do PIEP - “NACO - Non-conventional matrix / Carbon Nanotubes Reinforced Composite for Applications in Space”

2008

A equipa do PIEP muda-se para as novas instalações localizadas na Universidade do Minho, em Guimarães. Com 3.000 m2, o novo edifício reúne condições de excelência para a atividade de I&D com as empresas.

2009

PIEP participa no consórcio de desenvolvimento de aeronave não tripulada (UAS) para missões de observação florestal e costeira, no consórcio Portuguese Aerospace Industrial Consortium, com o apoio da Lockheed Martin Corporation.

Inauguração das instalações do PIEP pelo Primeiro Ministro José Sócrates.

2011

Primeira patente PIEP como inventor: Patente EP2347879 - AN INJECTION MOULDING DEVICE FOR MAKING ARTICLES FROM TWO INJECTION MOULDED PARTS AND METHOD FOR MAKING SUCH ARTICLES Date of publication: 27.07.2011 Bulletin 2011/30 Application number: 10382009.8 Date of filing: 20.01.2010 Azenha João; Alexandre Sónia; Viana Júlio; Ribeiro Carlos; Teixeira Dario

2012

Início da participação do PIEP no projeto de referência Embraer KC-390, o maior projeto aeronáutico alguma vez criado em Portugal.

Patente internacional “REAR HANDLE FOR MOTORCYCLE”, nº WO2012169918 Publication Date 13.12.2012; International Application No. PCT/PT2012/000009 International Filing Date 16.03.2012 Freitas, R., Figueiredo de Sá, R., Ribeiro, C., Teixeira, D., Leite, J., Ribeiro, C., Rei, C.

2013

Dá-se início ao primeiro projeto ESA (Agência Espacial Europeia) com consórcio totalmente português “cTPS - Design of a Crushable TPS for the ERC”.

Projeto europeu ECOplast dedicado à investigação de novos materiais biocompósitos com base em materiais renováveis para aplicação na indústria automóvel.

2014

Aprovação de projeto de investimento FIT@PIEP (ON2, CCRN) que promoveu a aquisição de tecnologias state of the art e complementares às existentes.

2015

Organização pelo PIEP, DEP e IPC da primeira edição das Jornadas Tecnológicas “Polímeros” com o objetivo de reunir industriais, técnicos, investigadores, estudantes e docentes que desenvolvem a sua atividade no domínio da Ciência e Engenharia de Polímeros e Compósitos.

2016

Prémio do projeto Hybridtec no JEC Innovation Corner (na feira JEC, sendo o PIEP a primeira entidade nacional a expor na área “Planet” desta feira).

Patente nacional “CÁPSULA PARA FAZER CAFÉ E/OU INFUSÕES”, PT108929A; Freitas, R., Pontes, A., Vieira, J., Almeida, A.; JMV José Maria Vieira, Sá.

Patente internacional “METHOD FOR PRODUCING AN INJECTION-MOULDED MULTI-MATERIAL PRODUCT, ARTICLES AND USES THEREOF”, WO 2016/092505 Al; Publication Date 16.06.2016; International Application No. PCT/IB2015/059520; International Filing Date 10.12.2015 Vilela Pontes, António José; de Azevedo Magalhães, Rui Miguel; Duarte Mendes Oliveira, Nélson.

2017

Por iniciativa da ESA, o PIEP foi selecionado para desenvolver um filamento em material eletricamente condutor para a impressão 3D de estruturas CubeSat (Microsatélites).

Patente internacional” Conductive Polymeric housing for electronic component.”, nº WO/2017/001888; Bosch Car Multimedia Portugal e Universidade do Minho; Publication Date 05.01.2017 International Application No. PCT/IB2015/054879 International Filing Date 29.06.2015 Freitas, R., Sá, ricardo, Gomes, M., Carneiro, F., Pitães, A., Gonçalves, N., Rocha, A., Simões, C., Campos, R., Martins, L., Pinto, R., Bernardo, P., Ribeiro, C., Ponte, A., Viana, J.

2018

Aprovação do Programa Interface pela Agência Nacional de Inovação, S. A. (ANI), ao abrigo do FITEC - Fundo de Inovação, Tecnologia e Economia Circular.

Organização de conferência internacional “Tech Transfer - Plastics for Future” no âmbito do projeto Tech Transfer.

2019

Organização do evento internacional "Innovation Ecosystems for Plastics in a Circular Economy" em parceria com a ECP4 - European, Composites, Plastics and Polymer Processing Platform.

O PIEP é reconhecido como um Centro de Interface Tecnológico na área dos Materiais e Nanotecnologias pela Agência Nacional de Inovação, S. A. (ANI).

Submissão de patente: Seringa de dupla câmara. Pedido de patente nº 20192000899107; ESEnfC, Muroplás, PIEP. Parreira, P., Oliveira, A., Cruz, A., Sousa, L., Marques, I., Roque, A., Fernandes, T., Ferreira, J., Cortez, S., Coelho, A., Maia, A., Carneiro, F., Silva, B., Freitas, R., Marques, A., Bastos, L., Marques, R., Vale, B.

2020

Participação na Exposição “Plasticidade - Uma História dos Plásticos em Portugal” vencedora do prémio “The Dibner Award for Excellence in Museum Exhibits”, da Society for the History of Technology. Em exposição no Museu de Leiria as peças: garrafa de gás Pluma e cápsula espacial cTPS.

Aprovação de projeto de investimento ICT@PIEP (Innovative Competencies and Technologies @ PIEP), no âmbito de candidatura ao Programa Norte2020 – infra-estruturas tecnológicas da Região Norte: CIT, da CCDR-N, que irá promover um incremento de resposta, em termos de capacidade instalada state-of-the-art, às necessidades da indústria em termos de serviços e projetos de inovação.

Assinatura de memorando de entendimento para a criação da Tech Alliance - uma rede colaborativa de inovação, ciência e tecnologia no norte do país, constituída por entidades dedicadas a consertar esforços para o desenvolvimento de novos produtos e serviços de valor acrescentado, em áreas como a saúde, a mecânica e os polímeros (DTx Colab, CEiiA, 4LifeLab, CCG, DONE Lab, PIEP, ICVS, Centro Clínico Académico).

...

Outros clientes e parceiros

Participação em parcerias tecnológicas

Posicionamento estratégico

University of Minho – Departamento de Engenharia de Polímeros

CEIIA – Engineering Centre for Mobility

CENTIMFE – Centro Tecnológico da Indústria de Moldes, Ferramentas Especiais e Plásticos

AED – Cluster Português para as Indústrias da Aeronáutica, Espaço e Defesa

PRODUTECH – Pólo das Tecnologias de Produção

POOLNET – Cluster de Competitividade e Tecnologia Engineering & Tooling

HCP – Health Cluster Portugal

Smart Waste Portugal – Association for the Circular Economy and Environment

ECP4 – European Composites, Plastics and Polymer Processing Platform

DTx – Digital Transformation CoLAB

PFP – Plataforma Ferroviária Portuguesa

Converter ideias em produtos

Desde a sua gênese, o PIEP tem como objetivo "transformar ideias em produtos". O PIEP desenvolve a sua atividade em vários vetores onde a engenharia de polímeros é relevante.

O que fazemos

Porquê o PIEP?

Transformamos ideias em produtos, acompanhando as empresas desde o início até ao final do ciclo de desenvolvimento do produto e à transferência de tecnologia.

Temos instalações e equipamentos de ponta à sua disposição.

Promovemos a conexão entre o mundo académico, o mundo científico e o mundo industrial.

Oferecemos acesso a um ambiente de investigação com recursos humanos altamente qualificados.

Temos uma organização jovem e multidisciplinar com uma ampla gama de serviços e soluções.

Organizamos formação à medida das necessidades dos nossos associados, parceiros e clientes.

Operamos num ambiente amigável, onde todas as pessoas são importantes e contribuem para o sucesso.

Organograma

orgranograma piep orgranograma piep
Este site pode utilizar Cookies para manter informação do visitante, permitindo determinar as suas preferências, auxiliar no preenchimento de formulários, permitir o acesso a áreas privadas do website onde seja necessária autenticação, bem como recolher indicadores de performance, origem e horário dos acessos ao website.
aceito